sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Estou animada com o blog e nesse embalo, antes mesmo de receber respostas e/ou perguntas, já vou introduzindo mais temas para discussão. Vamos lá!

O TEATRO FOI SE TRANSFORMANDO AO LONGO DO TEMPO, TEVE SUAS "FUNÇÕES", MUDADAS, REVISTAS, RECONSIDERADAS.
O QUE É TEATRO NO SÉC. XXI ? O QUE PRETENDE QUEM FAZ TEATRO HOJE ? EXISTE UMA PARTE DA ALMA TEATRAL QUE MORREU?

"O aristotelismo atribuía à representação uma finalidade utilitária. O efeito da catarse devia ajudar o espectador a controlar melhor suas paixões, portanto a realizar alguns progressos no caminho da serenidade pessoal e de uma vida social harmoniosa."

Jean-Jacques Roubine


MAS O ESPECTADOR MUDOU ? AS PAIXÕES HUMANAS MUDARAM ? E O QUE DIZER DA VIDA SOCIAL ?

Quando vimos por exemplo, a representação de algum texto de Shakespeare, a sensação é de que o Homem permanece o mesmo, há tão somente uma mudança de cenário.
Shakespeare continua sendo um desafio para encenadores contemporâneos, minimamente um desejável desafio. Talvez o que torne o Teatro deste escritor, algo tão profundamente humano, seja justamente a matéria de nossas indagações.
O Teatro vive apesar de morto. O Teatro continua sendo instigante apesar de previsível. O Teatro é constituído de atualidade, como diria Ronaldo Brito, residindo aí sua essência e o fator que o destaca de outras manifestações artísticas.
Deixemo-nos embriagar, o senhor que agoniza ainda respira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário